Vídeos

Loading...

quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Lançamento do livro {Em} Goma - Dos pés a cabeça, os quintais que sou eu - No Teatro Avenida em Maputo - Moçambique


Capulanas Cia de Arte Negra lança livro no Teatro Avenida

Artistas negras brasileiras realizam intercâmbio em Maputo

No dia 02 de março de 2012, sexta-feira, às 18h no Teatro Avenida acontece o lançamento do livro [Em] Goma – Dos pés a cabeça, os quintais que sou, da Capulanas Cia de Arte Negra, grupo de teatro negro brasileiro formado por jovens mulheres envolvidas nos movimentos artísticos-políticos das periferias da cidade de São Paulo.
Esta publicação registra em livro e documentário a experiência do Projeto Pé no Quintal realizado durante um ano e meio com apresentações do espetáculo Solano Trindade e suas negras poesias nos quintais das residências de famílias que moram nos bairros afastados do centro e que não tem acesso às apresentações de teatro convencional.
O nome da companhia é inspirado nos tecidos utilizados pelas mulheres moçambicanas, que possui grande valor cultural e simbólico. Para o grupo o uso das capulanas, por exemplo, carregar as crianças nas costas, possibilita o exercício da independência e mobilidade da mulher.
A proposta de atuação do grupo se baseia na vivência africana que não separa a arte do cotidiano e também não fragmenta em linguagens artísticas como teatro, música, literatura e dança. E esse é o principal motivo, para a realização do intercâmbio cultural “Pé no Quintal de Moçambique”. Que teve inicio em 2009, quando o grupo conheceu o trabalho da atriz moçambicana Lucrécia Paco e a partir desse primeiro contato estabeleceram relações entre os dois países – Brasil e Moçambique. E esta sendo realizado com apoio do Ministério da Cultura da República Federativa do Brasil através do Edital de Intercâmbio 1/2011.

Serviço:
Dia 02 de março de 2012 (sexta-feira), 18h.
Teatro Avenida – Avenida 25 de setembro, nº 1.179.
Telefone: 826630006 com Alânia (produtora).
Email: capulanasciadeartenegra@gmail.com

Assessora de Imprensa: Elizandra Souza.
Telefone: 826629998.
E-mail: assessoriacapulanas@gmail.com

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Associação Langa Utomi recebe Capulanas Cia de Arte Negra no Bairro de Polana Caniço - Maputo - Moçambique

Programação Capulanas Cia de Arte Negra

Dia 28 (terça-feira), 11h – Reunião com o Fórum Mulher. 19h – Atividade na Associação Langa Utomi na Zona Polana Caniço com o lançamento do documentário Pé no Chão, da Capulanas Cia de Arte Negra e NCA. E exibição dos vídeos Panorama de Arte da Periferia, Curta Saraus e Várzea: a bola rolada da beira do coração.

Dia 29 (quarta-feira), das 14h ás 16h – Workshop de teatro Capulanas Cia de Arte Negra com exibição do documentário Pé no Chão, na Escola de Comunicação e Arte da Universidade Eduardo Mondlane.

Dia 01 (quinta-feira), das 9h ás 11h e das 14h ás 16h – Oficinas de teatro Capulanas Cia de Arte Negra na ASCHA – Associação Sócio-Cultural Horizonte Azul, no Maxaquene A.

Dia 02 (sexta-feira), 10h30 – Workshop Capulanas Cia de Arte Negra com exibição do documentário Pé no Chão na Universidade Eduardo Mondlane. 18h – Lançamento do livro {Em}Goma – Dos pés a cabeça, os quintais que sou eu e do documentário Pé no Chão, da Capulanas Cia de Arte Negra e NCA.

domingo, 26 de fevereiro de 2012

Capulanas Cia de Arte Negra: Projeto Pé no Quintal de Moçambique

Este projeto teve apoio do Ministério da Cultura com o Edital de Intercâmbio Cultural/2012. Capulanas Cia de Arte Negra fará o lançamento do livro [Em] Goma, dos pés a cabeça, os quintais que sou, com exibição do documentário que compõe o livro,oficinas e vivências em comunidades de Maputo/Moçambique.
A equipe formada é pelas artistas-pesquisadoras:Adriana Paixão, Debora Marçal, Flávia Rosa e Priscila Preta. Dançarina convidada: Carol Rocha. Produção: Alânia Cerqueira. Fotografia e Filmagem: Cassimano. Assessora de Imprensa: Elizandra Souza.

Dia 14 de fevereiro de 2012 (terça-feira)
– 18h30 - Embarcamos no Aeroporto de Guarulhos com escala em Johannesburg – África do Sul e destino Maputo – Moçambique.

Dia 15 de fevereiro de 2012 (quarta-feira)– 15h – Desembarcamos no Aeroporto de Maputo e nos aguardava o músico e percussionista Celso Durão, Nelson (amigo de Celso) e Jaime (motorista do Teatro Avenida). Fomos para a casa da atriz Lucrécia Paco, no Espaço Mafurreira, localizada na Costa do Sol.

Dia 16 de fevereiro de 2012 (quinta-feira)
– A equipe se dividiu para resolver questões burocráticas e outra parte foi articular a parceira com Dalila, articuladora da Associação Sócio-cultural Horizonte Azul – ASCHA, no bairro de Maxaquene A, periferia de Maputo. A noite conversamos com Lucrécia Paco sobre o contexto histórico e cultural das mulheres de Moçambique.

Dia 17 de fevereiro de 2012 (sexta-feira)
– Começou as aulas de timbila com o percussionista Celso Durão e as aulas de danças tradicionais como a Marrabenta, com Paciência, dançarina do Grupo Xindiro. Depois fomos a uma festa de carnaval.

Dia 18 de fevereiro de 2012 (sábado)
– 10h – Fomos para a ASCHA (Associação Sócio-cultural Horizonte Azul, em Maxaquene, apresentar o documentário e livro [Em]goma, dos pés a cabeça, os quintais que sou. Foi uma experiência incrível teremos mais dois encontros para realizar oficinas culturais com os partipantes do ASCHA. Passamos no Espaço Gil Vicente onde acontece a cena de Hip Hop.

Dia 19 de fevereiro de 2012 (domingo)
– Fomos conhecer a Feira de Artesanato,Flores e Gastronomia de Maputo no Parque dos Continuadores (espaço criado por Samora Machel). A noite Lucrecia Paco organizou no Espaço Mafurreira um encontro com artistas e articuladores de espaços culturais como Manoela Soeiro (proprietária do Teatro Avenida), Miguel Prista (Coordenador de Comunicação da Faculdade Eduardo Mondlane), Sininho Paco (poeta), Gonçalo Mabunda (escultor e artista plástico), Tânia Paco (Bióloga) e Azagaia (rapper).

Dia 20 de fevereiro de 2012 (segunda-feira)
– Aulas de timbila com o percussionista Celso Durão e aulas de danças tradicionais moçambicanas com a dançarina Paciência. A tarde tivemos reunião com Miguel Prista (Coordenador de Comunicação da Faculdade Eduardo Mondlane) e com o professor e escritor Lucilio agendamos o lançamento do livro e bate-papo com os alunos de Faculdade de Letras e os demais interessados.

Dia 21 de fevereiro de 2012 (terça-feira)
– Despedida da Carol Rocha, nossa companheira retornou ao Brasil fomos até ao Aeroporto abençoa-la. Foi uma manhã muito emocionante e banhada de lágrimas. Depois fomos para o ensaio da peça A filha do General, do Grupo de Teatro Mutumbela Gogo, no qual a atriz Lucrecia Paco é a protagonista e tivemos uma conversa com o diretor Henning Mankell (dramaturgo e ator sueco).

Dia 22 de fevereiro de 2012 (quarta-feira)
– Aulas de timbila com o percussionista Celso Durão e aulas de dança com a dançarina Paciência.Fomos conhecer o sítio do Polana Caniço junto com os membros da Associação Alum e o bar onde realizaremos algumas exibições de documentários. Depois fomos a Exposição de fotos Filhos da Lua, na Fortaleza.

Dia 23 de fevereiro de 2012 (quinta-feira)
- Duas oficinas de teatro Capulanas na Associação Horizonte Azul – ASCHA, em Maxaquene A. Reunião com Manoela no Teatro Avenida. A noite apresentação do Grupo Xindiro no Centro Cultural Moçambicano e depois conversa com Gabriel do Grupo Nzinga (capoeira angola).

Dia 24 de fevereiro de 2012
- (sexta-feira) – Reunião na ECA – Escola de Comunicação e Arte da UEM com Dadivo e Nataniel.